Marcadores

domingo, 25 de agosto de 2013

Sentimentos falhos para humanos falhos

Sentimentos falhos para humanos falhos.


Onde está o amor?
Lembro-me que um dia alguém me disse que eu encontraria o amor
Que ele um dia me pegaria.
E que eu deixaria de duvidar de sua existência
Lembro-me dela dizer que todos nós temos alguém e precisávamos encontrar, assim como ela.
Lembro-me como se fosse ontem
Ela dizia que o amava
Ela tinha certeza, certeza porque tinha as escrituras, certeza por que tinha seu coração.
Para onde foi seu coração agora?
Para onde foram suas santas escrituras?
Pra onde foi o amor?
E quanto as juras?
Demonstrações de carinho e afeto?
Tudo em vão?
Ela dizia que era amor o que sentia.
Dizia que o casamento era a sua vida
Como pode ter me contado essa mentira?
Fazer-me pensar diferente.
Eu acreditei no que dizia, afirmava e demonstrava.
Hoje tudo acaba. Nada importa, tudo foi em vão.
O amor não existe
Você não demonstra, mas também não acredita mais.
Separação da mesma alma
Separação do mesmo corpo e mesma carne
Quem é você? Esta é a verdadeira você?
Como pôde tudo aquilo me dizer?
Como pode fazer-me acreditar?
Sentimentos falhos para humanos falhos.
O que aconteceu com vocês?
Uma força obscura tomou conta de suas vidas
Vocês eram minhas ultimas esperanças 
O que aconteceu com o "até que a morte nos separe"?
Logo aquela que acreditava nas santas escrituras?
O que aconteceu ao "amor é paciente... tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta"?
"O amor jamais acaba",
O que  aconteceu com "o que Deus ajuntou jamais o separe o homem"?
O que aconteceu com o maior dom?
Pra onde foram Mateus 19 e I Coríntios 13?
Joguemos nossos corações fora, pois o amor é uma mentira!
Rasguemos, pois, as escrituras. Estas já não valem mais nada!


Tiago da Silva Santos - 26/08/2013



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário